domingo, 5 de setembro de 2010

Evolução no Rap Gospel

Uns dias atras eu tava ouvindo um cd de um dos melhores grupos de Rap Gospel da atualidade e por se tratar de um lançamento criei uma grande expectativa em relação as musicas ja que são meus amigos de longa data, com o passar das faixas na medida que eu ia ouvindo o cd reparei que apesar das letras serem muito boas as musicas estavam muito pra baixo, uma a uma o cd inteiro ficou meio lento demais, a cada som que eu ouvia achava que a próxima faixa ia vir aquela batida dançante e pesada que eu tanto sentia falta, o problema é que o cd acabou e nada...não ouvi o que eu queria e confesso que fiquei desapontado, afinal gostei muito das letras mas faltou algo que me empolgasse de verdade, faltou aquele som que levanta a galera no show...falar disso parece até uma crítica ja que eu tambem estou lançando um cd novo e posso ser alvo das mesmas expectativas por parte do publico e ouve e consome o Hip-Hop Gospel...o fato é que quem é do Rap com certeza gosta de boas letras mas nem sempre se apega a um som pesado e dançante capaz de levantar a galera no show, poucos grupos e artistas de Rap se preocupam em sacudir o publico quando estão no palco, isso é muito ruim tanto para quem canta (porque sua performance fica monótona e parada), quanto para quem ve o show (Porque o publico tambem fica parado e quase dorme com tanta musica devagar), eu diria que a evolução do Rap tem que passar por uma mudança radical na cabeça dos MC's que fazem musica para si própios para que assim possam fazer para o público e tornar sua apresentação mais empolgante. Hip-Hop pra dançar e sacudir sempre fizeram parte do meu repertório ja que eu começei minha carreira como DJ de festa, sendo assim a sensibilidade musical para um show ganha mais notoriedade no meu caso, coisa que ja me rendeu muitas críticas por parte de alguns grupos de Rap Gospel que acham que meu Rap é comercial demais, ou Pop como eles dizem...Evolução musical no Rap é inevitavel e quem não se adiantar vai ficar pra traz, meu filho de 14 anos não ouve o que eu ouvia a 10 anos atraz, ele ouve musica pra cima, som pesado pra dançar e sacudir, nada de Gangsta Rap moleza que da sono, reparei isso quando eu estava produzindo o meu própio cd que a cada som eu chamava ele pra ouvir e pedia sua opinião, isso ajudou muito a eu ter um ponto de partida pra mudar meu estilo de som nesse novo cd...coisas do tipo: "esse som é legal pai mas ta muito antigo" me fizeram mudar toda concepção musical na hora de fazer musica, e quando eu acertava no beat ele abria um sorriso que me deixava satisfeito e confiante no que eu estava fazendo, foi muito bom poder contar com essa segunda opinião vinda de um adolecente que só ouve a musica que se faz hoje em dia e não aquilo que eu ouvia a 10 ou 15 anos atraz, a evolução chegou pra ficar e quem quiser seguir em frente que arrume um filho de 14 anos ou se ligue no som de agora, porque o futuro quem faz somos nós.

Um comentário:

  1. Verdadeiramente a evolução veio pra ficar, pois sugestões anexadas na internet como essa, ampliam o aprendizado de quem começa no RAP hoje em dia, outra coisa é recomendar aos MC's que sempre busquem um bom DJ caso queiram aperfeiçoar na música que trabalham! Opinião de profissional não doi e muito menos põe pra baixo a intenção da música. Com o passar dos anos vimos o Ritimo e Poesia perder suas características no Brasil, mas o resgate tem sido avistado pelos profissionais do ramo musical, os que enxergam que o RAP sempre foi pra alegrar a alma e o espírito juntamente com o corpo, que também merece! RAP GOSPEL? Evangelismo, Louvor, alegria aonde o Espírito Santo habita! Liberdade! Paz, Família Alpiste!

    ResponderExcluir