quarta-feira, 23 de março de 2011

Show ou Ministração?

Outro dia me perguntaram no twiiter sobre o que eu achava correto em relação a show e ministração, de cara ja achei que era uma "pegadinha" daquelas pra pegar a gente em contradição, e não é que eu estava certo, depois da minha resposta o mano desencadeou uma série de frases bem ao estilo religioso dos novatos do Rap Gospel, mas enfim...isso me fez parar pra pensar sério sobre um assunto muito importante pros dias de hoje...o que é certo pra vc em se tratando de musica? show ou ministração?...Veja aqui uma definição interessante e bem oportuna que achei para a palavra Musica: Do termo grego musiké téchne, a arte das musas, é uma forma de ARTE que constitui basicamente em combinar sons e silencio seguindo ou não, uma pré-organização ao longo do tempo. E considerada por diversos autores uma prática cultural e humana e tambem uma forma de ARTE, partindo desse princípio vemos que Musica é ARTE, e ARTE HUMANA.
Mas algumas pessoas na igreja evangélica ainda tem um certo pré-conceito em relação as ARTES MUSICAIS quando classificam isso como uma forma de atrair o pecado. Quando alguem pergunta a diferença entre ministração e show podemos afirmar que são duas coisas diferentes mas que tambem podem levar ao mesmo objetivo quando se trata de Musica Gospel, já que toda ela se propõe a levar a mesma menssagem que é o Evangelho do Reino. Mas infelismente algumas pessoas preconceituosas acham que não se pode fazer show com a Musica Gospel porque isso talvez seria um "pecado", ora vamos aos exemplos que temos ao redor do mundo em relação a isso como por ex. a premiação Norte-Americana chamada Dove awards que consiste como se fosse um "Grammy" da Musica Gospel, la os artistas Cristãos são reconhecidos e premiados de acordo com seu esforço e talento musical não como uma competição mas como uma Celebração aonde o show é algo muito comum para divulgar suas performances no palco. Vemos que por muitos anos no Brasil e no mundo varios Musicos Cristãos sonhavam em um dia fazer um show tão grande e maravilhoso quanto os artistas seculares tambem faziam e isso não é pecado porque sabemos que o objetivo maior da Musica Gospel sempre será exaltar e celebrar o nome de Jesus. Em todo o mundo vemos artistas Gospel consagrados fazendo tanto Show como ministrações dependendo da acasião e o lugar, me lembro que quando nosso amado Kirk Franklim deu as caras por aqui a primeira vez e muitos de nós nos maravilhamos com o Show do Credicard Hall onde tambem aconteceu uma ministração poderosa...seria isso um ato de pecado da parte do Kirk ja que aquilo era tambem um Show? ou pelo fato de ele ser famoso e americano alguns de nós não ligamos pra isso?...Show pode salvar e falar do amor de Deus tanto quanto uma ministração ou até mesmo pode acontecer as duas coisas simultaneamente...o fato é que hoje em dia seja por ignorancia ou por farizaismo mesmo varios "crentes" apelam para o julgamento quando o assunto é Musica Gospel e Show...eu me lembro que no dia que me converti na igreja Renascer em Cristo em 1992 o que eu vi e ouvi mais parecia um show do que uma ministração e o fruto daquele dia sou eu salvo e lavado no sangue de Jesus, ou seja é possivel haver Show e ministração e Deus atuar em todas essas situações?...o que vc acha caro leitor? voce conheçe alguem que foi salvo em um show ou numa ministração?...ou voce acha que é pecado usar a musica em show e que Deus só fala se for ministração?...será que quando chegarmos no céu não vamos presenciar o maior de todos os shows musicais em matéria de louvor e adoração?...ou nosso Deus é muito careta pra isso?...o Evangelho evoluiu muito todos esses anos e hoje conseguimos louvar a Deus com qualidade a ponto de fazermos disso um show e isso deveria ser motivo de orgulho e não de julgamento religioso...ministrações ocorrem quando alguem é usado por Deus seja pregando ou cantando e em nenhuma dessas ocasiões o show tem que parar, pelo contrario, o maior show de todos tem que ser o nosso louvor sincero e verdadeiro que atrai a presença de Deus seja numa simples igrejinha da periferia ou em um majestoso ginasio com produção de primeiro mundo...em todas essas coisas o objetivo é o mesmo e Deus atua do mesmo jeito...vamos parar de religiosidade e viver a liberdade do Espírito Santo de Deus que salva, cura, liberta e transforma seja num Show ou numa Ministração...pa
z.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Novatos e Fariseus.


Ja faz um tempo que estou pra escrever sobre isso mas confesso que ultimamente esse asunto tem rendido muito o que pensar, então vamo la: Todo mundo sabe que o Rap Gospel ja faz bem uns 18 anos que se iniciou no cenario, antes disso havia banda de Rock, Black, Samba, etc...mas o Rap não havia aparecido no cenário ainda isso la pros anos 92, 93 e 94, curiosamente nesse mesmo ano eu me converti e começei a tentar introduzir esse ritmo nas igrejas, caminho dificil e árduo se levar em conta as inumeras veses q fui humilhado e cobrado por lideres e pastores que não aceitavam tal ritmo e diziam que aquilo ia afastar a juventude de Deus...ouvi varios absurdos e fui julgado e condenado inumeras veses por tentar levar a palavra de Deus atravéz do Rap...como eu disse o começo foi dificil mas valeu a pena, o resto da história vcs ja conhecem, Dj Alpiste hoje tem um ministério reconhecido por todo Brasil e tambem fora dele pra Honrra e Glória de Jesus com toda a certeza, muito do meu sucesso é fruto do meu trabalho na obra de Deus e do meu comprometimento com a evangelização atravez do Rap e tambem as bençãos de Deus que me acompanham até hoje e por isso sou grato.
Mas se for fazer uma reflexão do que começou a 18 ou 19 anos atraz o que se ve hoje da pra ficar no minimo decepcionado, vou explicar o porque...Hoje em dia é muito comum encontrar muitos grupos de Rap Gospel espalhados pelo Brasil inteiro graças a influencia que o trabalho de quem chegou primeiro fez pra que isso fosse possivel, mas tambem a grande maioria desses "manos" ou por ingenuidade ou por falta de experiencia ou pelos dois esses novos "manos" do Rap Gospel tomaram a forma de perseguidores defendendo uma doutrina que a muito tempo atraz se pareceria a dos mesmos opositores do movimento quando ele teve inicio, ou seja, eles pregam coisas absurdas em termos de santidade como o fato de se cobrar ou não para se cantar Rap Gospel num evento, participações de pessoas não crentes em Rap Gospel pra eles tambem é algo inaceitavel, falam mal de quem ja chegou onde eles ainda não chegaram, debocham do tempo de carreira de outros irmãos, colocam suas musicas para download na internet condenando assim quem grava cd e vende, são totalmente contra a fama e por isso o Rap Gospel corre o risco de ficar no anonimato se depender deles, e até musica falando de outras pessoas com teor preconceituoso ja fizeram, como eles conseguem divulgar esse tipo de ideologia voce deve estar se perguntando, pois bem, é simples...devido a qualidade duvidosa de suas letras e musicas eles se aliam a outros Mcs de menos notoriedade mas que na opinião deles são os verdadeiros "Reis do Rap Gospel" e com isso se opoen aos poucos que de verdade estão muito mais em evidencia devido ao merecido reconhecimento de uma caminhada de sucesso porque se tentassem se aproximar deles (ou de mim no caso) logico que seriam ignorados ja que seu objetivo é apenas de aparecer as custas do talento alheio...não estou aqui fazendo uma generalização do nova escola mas colocando em xeque algumas atitudes lamentaveis que tenho observado nas ultimas semanas, esse sentimento de revanchismo adotado por eles traz a tona uma abordagem muito parecida com a que Jesus sofria pelos Fariseus da época que eram pessoas dadas exclusivamente a tentar pegar o Mestre em contradição atravez de seus conceitos religiosos fundamentalistas...o mais triste de tudo isso é ver que quem poderia somar se transforma em agente de divisão e contenda...querem saber se é certo cobrar pra cantar? vamo la, quando eu me converti a 19 anos atraz eu travalhava e tinha registro em carteira, mas devido ao meu envolvimento com a obra de Deus meu tempo foi se resumindo apenas aos evangelismos e convites de igrejas para pregar a palavra e como consequencia disso o emprego foi pro espaço...justo receber da igreja o sustento devido ao tempo empregado na obra (pastores fazem isso), quando alguem me liga dizendo q vai fazer um evento e vai cobrar ingresso então com certeza eu quero a minha parte disso, e quando alguem me liga me convidando para fazer um evangelismo numa favela ou na rua ou num presidio etc...com certeza vou sem cobrar nada e por amor as vidas, respondido sua pergunta fariseu? sua musica tem que ser de graça tambem? na minha opinião só se for muito ruim porque aee é sinal que nem que voce cobre 1 real não vai achar ninguem pra pagar por isso, então é melhor voce por pra download mesmo (lembrando que o download ilegal sem a autorização do artista é crime previsto em lei), esses "manos" que chegaram agora pegaram o bolo feito e querem só comer o seu pedaço, e não reconhecem quem chegou primeiro e colocou a "mão na massa", sem falar na competição que eles tanto amam quando lançam alguma coisa que eles acham que é melhor q outro...quanta bobagem e quanta falta de informação...é lamentavel ver que esses "manos" nunca vão chegar em lugar nenhum com essa postura deprimente digna de um Fariseu com todos os méritos.
Peguei pesado? acho que não...ja estive no fundo do poço mas de onde eu to agora só consigo olhar pra baixo.